Hackeando um Xbox 360


Estava limpando um de meus HDs e encontrei algumas fotos do dia em que eu e o meu amigo Rafael decidimos destravar o Xbox dele, aproveitando que configurei esse ótimo plugin de galerias de imagem para wordpress (Next Gen Galery) decidi postar aqui.

Não vou entrar em detalhes sobre como fazer o que fizemos, se quiser procure no Google que você encontra fácil, vou me limitar a uma explicação superficial.


Antes de tudo, devo dizer que hoje em dia o destravamento não vale a pena, você acaba abrindo mão de tantos recursos online E OFFLINE , que eu não recomendo destravar. Já tive um console destravado e quando ele deu 1RL E73 (Erro característico desta plataforma) não pude mandar para a M$, acabei tendo que comprar outro e hoje só tenho jogos originais, comprados na Ásia pela internet por cerca de 40 reais ou baixados oficialmente pelo console por cerca de 20 reais.

Abrindo o dvd

O destravamento do Xbox 360 nada mais é do que a atualização do firmware do drive de DVD, depois de atualizado ele passa a ler qualquer coisa e o desafio é gravar os jogos, mas isso é outra historia.

Na tentativa de impedir esse processo a Microsoft trocou de fabricante e modelo varias vezes, por um tempo realmente foi difícil destravar. Na maioria dos drives é só plugar o drive na porta SATA do PC e rodar um software que faz tudo, não sei como se faz hoje, mas quando fizemos isso o drive LiteOn ainda era chamado de ”UnHackable” e o Xbox do Rafael tinha acabado de sair com o LiteOn, que possui alguns obstáculos.

Cuicuito de debug do driver

Nosso primeiro desafio foi abrir o Xbox sem as ferramentas feitas pra isso, pensamos que tínhamos que puxar os pinos nas travas traseiras para o lado e isso foi uma guerra, recentemente eu tive que abrir o meu pra arrumar a placa de rede e descobri que era só apertar (burro é fogo).
O segundo desafio foi mais demorado, para destravar o LiteOn era necessário descobrir o numero de serie que não estava impresso em lugar nenhum, para isso foi preciso construir um circuito capaz de transmitir os sinais digitais necessários para a placa do drive num ponto exato em que devia haver um conector usado durante o desenvolvimento do dispositivo.

Esse circuito não tem nada de misterioso, existem varias variações dele usadas para automação industrial e outras coisas do tipo, como o software que tínhamos usava uma porta serial (pois é, ainda existem algumas em uso) tivemos que fazer algumas adaptações por que não achamos alguns componentes.
Arranquei uma protoboard de um “laboratório de eletrônica” que eu tinha pela metade em casa para montarmos o protótipo.

Depois de testado construir a versão definitiva do circuito foi divertido, mas acabamos não destravando nesse dia por que não tinhamos um conector RJ11 femea para colocar no drive e soldar os cabos diretamente no drive não pareceu uma coisa muito sensata, ainda mais com contatos tão próximos como era o caso, acabamos deixando pra depois e o meu amigo acabou destravando no centro.

No final acho que o console dele acabou dando 3RL depois de um ano, como quase todos os Xbox360 dessa leva e acho que o console foi para o lixo, mas o circuito que eu construí está perdido em alguma gaveta em casa.

[UPDATE]: Segundo o Rafael o console dele continua funcionando 100%

Dispositivo na versão final

Fotos completas desse dia na galeria abaixo:

[pe2-gallery album=”http://picasaweb.google.com/data/feed/base/user/114612966219450043348/albumid/5495992177413070497?alt=rss&hl=en_US&kind=photo” ]

,

2 responses to “Hackeando um Xbox 360”

  1. Haha, eu lembro desse dia!
    Nao deu 3RL nada cara, ta funcionando sim 🙂
    O que aconteceu foi o banhammer de redmond mesmo.